Lagos do baixo Doce

“A planície costeira desenvolvida à desembocadura do rio Doce localiza-se no setor centro-leste do estado do Espírito Santo, próximo à cidade de Linhares, com uma superfície de cerca de 2.500 km² (Martin et al., 1993). Neste complexo costeiro, destaca-se a presença de dezenas de corpos lacustres barrados, encaixados no platô terciário da Formação Barreiras, que, junto aos lagos e lagunas presentes na planície quaternária, compõem o sistema de lagos do baixo vale do rio Doce.”

“O sistema lacustre da região do baixo vale do rio Doce abrange cerca de 60 lagos, dispostos em domínios distintos ao longo da planície costeira. Em geral, estes lagos foram separados em dois grupos, de acordo com a sua distribuição na planície costeira quaternária: lagos barrados e lagos litorâneos.”

“Os lagos litorâneos situam-se no interior dos conjuntos de cristas praiais holocênicas adjacentes à linha de costa, sugerindo que estes tenham evoluído diferentemente em relação aos lagos barrados, estando possivelmente associados às flutuações do nível do mar durante o Holoceno. Santos, 2009

Os lagos barrados se dividem em dois conjuntos distintos devido à morfologia e domínio em que se encontram: Os lagos internos, destacando-se as lagoas Juparanã, Nova, Palminhas e Palmas. Apresentam maiores dimensões e suas profundidades podem chegar a 45m, e os lagos externos, são compostos por lagos dispostos entre os terrenos terciários e a planície costeira quaternária. Possuem cerca de 1 a 10 km de extensão. (Borges, 2009)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.