Vice versa

Print Friendly, PDF & Email

Vice versa (Mario Benedetti)

Tenho medo de ver-te
necessidade de ver-te
esperanças de ver-te
mágoa de ver-te
tenho vontade de achar-te
preocupações de achar-te
certezas de achar-te
pobres dúvidas de achar-te
tenho urgência de ouvir-te
alegria de ouvir-te
boa sorte de ouvir-te
e temores de ouvir-te
ou seja
resumindo
estou fodido
e radiante
talvez mais o primeiro
que o segundo
e também
vice versa.

Publicações relacionadas

Poema do beco Poema do beco (Manuel Bandeira) Que importa a paisagem, a Glória, a baía, a...
Idéias íntimas Idéias íntimas (Álvares de Azevedo) Fragmento La chaise ou je m'assieds, l...
Retratos Retratos (Antonio Machado) Mi infancia son recuerdos de un patio de Sevilla...
Lacrimae rerum Lacrimae rerum (Antero de Quental) ...

Deixe uma resposta