Oswald de Andrade

Oswald de Andrade(1890-1954)

Notas Biográficas:

Nasceu e morreu em São Paulo. Foi vanguardeiro de todos os movimentos de renovação literária que agitaram o Brasil no início do século. Notabilizou-se principalmente por ocasião da Semana de Arte Moderna, da qual foi um dos promotores e o mais animado participante. Foi a figura mais característica e ativa do MODERNISMO. Criou as correntes de poesia “Pau-Brasil” e “Antropofágica”, que baseavam a renovação nos motivos primitivos e nos modelos nacionais da terra brasileira. Reivindicou a nacionalização da literatura através da utilização dos motivos indígenas, populares e nativos. Publicou: “Os condenados”, “Memórias sentimentais de João Miramar”(1924), “Escada Vermelha”(1934), “Marco Zero”(1943) e “Um homem sem Profissão”(1954), volume de memórias, infelizmente interrompido pela sua morte. Sua poesia foi reunida num único volume com o título de “Poesias Reunidas”.

Oswaldo de Andrade, com o seu quixotismo fecundo, abriu novos rumos na inteligência literária do país.

Publicações relacionadas

Arnaldo Antunes Arnaldo Antunes (1960-) 1960 Arnaldo Augusto Nora Antunes Filho nasce no d...
Pareceu-me inda ouvir… Pareceu-me inda ouvir... (Augusto dos Anjos) Pareceu-me inda ouvir o nome del...
Clarice Lispector Clarice Lispector (1925-1977) Nasceu em 27 de junho de 1908, em Cordisburgo, ...
À Mesa À Mesa (Augusto dos Anjos) Cedo à sofreguidão do estômago. É a hora De comer...

Deixe uma resposta