Cidade

Print Friendly, PDF & Email

Cidade (Oswald de Andrade)

Foguetes pipocam o céu quando em quando
Há uma moça magra que entrou no cinema
Vestida pela última fita
Conversas no jardim onde crescem bancos
Sapos
Olha
A iluminação é de hulha branca
Mamães estão chamando
A orquestra rabecoa na mata.

Publicações relacionadas

Piedra de sol Piedra de sol (Octavio Paz) La treizième revient...c’est encor la première; ...
Gozo os Campos Gozo os Campos (Alberto Caeiro) Gozo os campos sem reparar para eles. ...
Ofélia Ofélia (Arthur Rimbaud) Tradução de Jorge Wanderley ...
Dolências (Oh! Lua morta de mi... Dolências (Oh! Lua morta de minha vida) (Augusto dos Anjos) Oh! Lua morta de ...

Deixe uma resposta