Cidade

Print Friendly, PDF & Email

Cidade (Oswald de Andrade)

Foguetes pipocam o céu quando em quando
Há uma moça magra que entrou no cinema
Vestida pela última fita
Conversas no jardim onde crescem bancos
Sapos
Olha
A iluminação é de hulha branca
Mamães estão chamando
A orquestra rabecoa na mata.

Publicações relacionadas

Visão da morte Visão da morte (Cruz e Souza) Olhos voltados para mim e abertos O...
Adivinhações Adivinhações (Nicolás Guillén) D...
Preceito 10 Preceito 10 (Gregório de Matos) Graças a Deus que cheguei a coroar meus d...
Cantigas Leva-as o Vento…... Cantigas Leva-as o Vento... (Florbela Espanca) A lembrança dos teus beijos I...

Deixe uma resposta