Pneumotoráx

Print Friendly, PDF & Email

Pneumotoráx (Manuel Bandeira)

Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos,
A vida inteira que podia ter sido e que não foi.
Tosse, tosse, tosse.

Mandou chamar o médico:
– Diga trinta e três.
– Trinta e três… trinta e três… trinta e três…
– Respire.

………………………………………………………………….
– O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado.
– Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?
– Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino.

Publicações relacionadas

Uma mulher espera por mim Uma mulher espera por mim (Walt Whitman) Uma mulher espera por mim, nela tudo...
Guitarra Guitarra (Nicolás Guillén) Tendida en la madrugada, la firme guitarra esper...
Cantiga Cantiga (Manuel Bandeira) Nas ondas da praia Nas ondas do mar Quero ser fel...
Poemas Neoconcretos I Poemas Neoconcretos I - um fragmento: "Velocidades" (Ferreira Gullar) mar azu...

Deixe uma resposta