Pneumotoráx

Print Friendly, PDF & Email

Pneumotoráx (Manuel Bandeira)

Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos,
A vida inteira que podia ter sido e que não foi.
Tosse, tosse, tosse.

Mandou chamar o médico:
– Diga trinta e três.
– Trinta e três… trinta e três… trinta e três…
– Respire.

………………………………………………………………….
– O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado.
– Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?
– Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino.

Publicações relacionadas

Puente Puente (Nicolás Guillén) De Odas Mínimas ¿Lejos? ...
Canção da mais alta torre Canção da mais alta torre (Arthur Rimbaud) Tradução de...
Pálida Inocência Pálida Inocência (Álvares de Azevedo) Cette image du ciel - innocence et beau...
Valle lozano Valle lozano (José Martí) Dígame mi labriego Otros, con dagas grandes ¿Cómo ...

Deixe uma resposta