Diferente

Print Friendly, PDF & Email

Diferente (Arnaldo Antunes)

tá tudo tão diferente
eles são tão parecidos mas não como nós
eles falam outra língua pela nossa voz
eles são tão bonitos
mas não são como a gente
eles vêm de muito antes que nossos avós
eles fazem companhia mas estamos sós
tá tudo tão diferente
eles são de carne e osso mas não têm suor
eles tem os olhos grandes para ver melhor
eles têm a boca grande

Publicações relacionadas

Quiero, a la sombra de un ala Quiero, a la sombra de un ala (José Martí) (La niña de Guatemala) ...
A estrela chorou rosa… A estrela chorou rosa...(Arthur Rimbaud) Tradução de Daniel Fresnot A es...
Dobrada à moda do porto Dobrada à moda do porto (Álvaro de Campos) Um dia, num restaurante, fora do e...
Preceito 05 Preceito 05 (Gregório de Matos) Vamos ao quinto preceito, Santo Antônio v...

Deixe uma resposta