Epístola sobre o suicídio

Print Friendly, PDF & Email

Epístola sobre o suicídio (Bertold Brecht)

Tradução de Paulo César de Souza

Matar-se
É coisa banal.
Pode-se conversar com a lavadeira sobre isso.
Discutir com um amigo os prós e os contras.
Um certo pathos, que atrai
Deve ser evitado.
Embora isto não precise absolutamente ser um dogma.
Mas melhor me parece, porém
Uma pequena mentira como de costume:
Você está cheio de trocar a roupa de cama, ou melhor
Ainda:
Sua mulher foi infiel
(Isto funciona com aqueles que ficam surpresos com essas coisas
E não é muito impressionante.)
De qualquer modo
Não deve parecer
Que a pessoa dava
Importância demais a si mesmo.

Publicações relacionadas

No Claustro No Claustro (Augusto dos Anjos) Pelas do claustro salas silenciosas De lutul...
Tu Tu (Vladmir Maiakowski) Tradução de E. Carrera Gu...
Tristeza do Império Tristeza do Império (Carlos Drummond de Andrade) Os conselheiros angustiados ...
O tonel do ódio O tonel do ódio (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Alvaro Reis O ...

Deixe uma resposta