Minha vida inteira

Print Friendly, PDF & Email

Minha vida inteira (Jorge Luis Borges)

Tradução

Aqui outra vez, os lábios memoráveis, único e
semelhante a vós.
Sou esta torpe intensidade que é uma alma.
Tenho persistido na aproximação da dicha e
na privança do pesar.
Tenho atravessado o mar.
Tenho conhecido muitas terras; tenho visto uma mulher
e dois ou três homens.
Tenho querido a uma menina altiva e branca e de de uma
espanica quietude.
Tenho visto um arredor infinito onde se cumpre
insaciada imortalidade de poentes.
Tenho paladeado numerosa palavras.
Creio profundamente que isso é tudo e que nem verei
nem executarei coisas novas.
Creio que minhas jornadas e minhas noites se igualam em
pobreza e em riqueza as de Deus e as
de todos os homens.

Publicações relacionadas

Ode ao Burguês Ode ao Burguês (Mário de Andrade) Eu insulto o burgês! O burguês-níquel, o ...
O Oceano O Oceano (George Gordon Byron) (Tradução de Castro Alves) Rola, Oceano pro...
Distante Melodia Distante Melodia (Mário de Sá Carneiro) Num sonho de Íris morto a oiro e bras...
Poemas breves Poemas breves (Mário Quintana) O luar O luar, é a luz do Sol que está son...

Deixe uma resposta