Manhã

Print Friendly, PDF & Email

Manhã (Ferreira Gullar)

As portas batem as toalhas voam
o dia se esbaqueia como um pássaro dentro da casa
(ou uma lembrança
dentro da casa)

Véspera do dia em que de repente enlouquecerei.

Publicações relacionadas

Confiança Confiança (David Hebert Lawrence) Tradução de Leon...
Caranguejola Caranguejola (Mário de Sá Carneiro) Ah, que me metam entre cobertores, E nã...
Pobres das Flores Pobres das Flores (Alberto Caeiro) ...
Há homens que lutam um dia Há homens que lutam um dia (Bertold Brecht) Há homens que lutam um dia, e são...

Deixe uma resposta