Nicolás Guillén

Negro bembón

Print Friendly, PDF & Email

Negro bembón (Nicolás Guillén)

De Motivos de Son

¿Po qué te pone tan brabo,
cuando te dicen negro bembón,
si tiene la boca santa,
negro bembóm?

Bembón así como ere
tiene de tó;
Caridá te mantiene, te lo dá tó.

Te queja todabía,
negro bembón;
sin pega y con harina,
negro bembón,
majagua de drí blanco,
negro bembón;
sapato de dó tono,
negro bembón.

Bembón así como ere
tiene de tó;
Caridá te mantiene, te lo dá tó.

Publicações relacionadas

Ninguém me Habita Ninguém me Habita (Thiago de Mello Ninguém me habita. A não ser o milagre d...
Das utopias Das utopias (Mário Quintana) Se as coisas são inatingíveis... ora! não é m...
Trégua Trégua (Adélia Prado) Hoje estou velha como quero ficar Sem nenhuma estridên...
Canção Boba Canção Boba (Federico Garcia Lorca) Tradução de José Paulo Paes Mamãe, E...

Deixe uma resposta