Pareceu-me inda ouvir…

Print Friendly, PDF & Email

Pareceu-me inda ouvir… (Augusto dos Anjos)

Pareceu-me inda ouvir o nome dela
No badalar monótono dos sinos.
Hermeto Lima
Adeus, adeus, adeus! E, suspirando,
Saí deixando morta a minha amada,
Vinha o luar iluminando a estrada
E eu vinha pela estrada soluçando.

Perto, um ribeiro claro murmurando
Muito baixinho como quem chorava,
Parecia o ribeiro estar chorando
As lágrimas que eu triste gotejava.

Súbito ecoou do sino o som profundo!
Adeus! – eu disse. Para mim no mundo
Tudo acabou-se, apenas restam mágoas.

Mas no mistério astral da noute bela
Pareceu-me inda ouvir o nome dela
No marulhar monótono das águas!

Publicações relacionadas

Noturno Noturno (Antero de Quental) Espírito que passas, quando o vento Adormece no ...
Fuzilamento Fuzilamento (Nicolás Guillén) De...
Pregão Pregão (Mario Benedetti) Tradução Senhor que não me olha olhe um pouco e...
Lista de Preferências Lista de Preferências (Bertold Brecht) Alegrias, as desmedidas. Dores, as nã...

Deixe uma resposta