Erra uma vez

Print Friendly, PDF & Email

Erra uma vez (Paulo Leminski)

nunca cometo o mesmo erro
duas vezes
já cometo duas três
quatro cinco seis
até esse erro aprender
que só o erro tem vez.

Publicações relacionadas

O pressentimento O pressentimento (Federico Garcia Lorca) (10 de ...
Rebelado Rebelado (Augusto dos Anjos) Ri tua face um riso acerbo e doente, ...
Canto de Onipotência Canto de Onipotência (Augusto dos Anjos) Cloto, Átropos, Tifon, Laquesis, Siv...
Angústia Angústia (Graciliano Ramos) "Lá estão novamente gritando os meus desejos. C...

Deixe uma resposta