Erra uma vez

Print Friendly, PDF & Email

Erra uma vez (Paulo Leminski)

nunca cometo o mesmo erro
duas vezes
já cometo duas três
quatro cinco seis
até esse erro aprender
que só o erro tem vez.

Publicações relacionadas

Se Se (Paulo Leminski) se nem for terra se trans for mar.
As atas do rancor As atas do rancor (Mario Benedetti) Do livro...
Cessa o teu canto! Cessa o teu canto! (Fernando Pessoa) Cessa o teu canto! Cessa, que, enqua...
Veinte poemas de amor y una ca... Veinte poemas de amor y una canción desesperada - 08 (Pablo Neruda) Abeja bla...

Deixe uma resposta