Glória

Print Friendly, PDF & Email

Glória (Cruz e Souza)

Florescimentos e florescimentos!
Glória às estrelas, glória às aves, glória
À natureza! Que a minh’alma flórea
Em mais flores flori de sentimentos.

Glória ao Deus invisível dos nevoentos
Espaços! glória à lua merencória,
Glória à esfera dos sonhos, à ilusória
Esfera dos profundos pensamentos.

Glória ao céu, glória à terra, glória ao mundo!
Todo o meu ser é roseiral fecundo
De grandes rosas de divino brilho.

Almas que floresceis no Amor eterno!
Vinde gozar comigo este falerno,
Esta emoção de ver nascer um filho!

Publicações relacionadas

A plenos pulmões A plenos pulmões (Vladmir Maiakowski) Tradução ...
Campos de Soria Campos de Soria (Antonio Machado) I Es la tierra de Soria, árida y fría....
O frasco O frasco (Charles Pierre Baudelaire) ...
Morte Vida Severina Morte Vida Severina (João Cabral de Melo Neto) ------------------------------...

Deixe uma resposta