A ponto de partir

Print Friendly, PDF & Email

A ponto de partir (Ana Cristina Cesar)

A ponto de
partir, já sei
que nossos olhos
sorriam para sempre
na distância.
Parece pouco?
Chão de sal grosso, e ouro que se racha.
A ponto de partir, já sei que nossos olhos sorriem na distância.
Lentes escuríssimas sob os pilotis.

Publicações relacionadas

Saudação Saudação (Adélia Prado) Ave, Maria! Ave, carne florescida em Jesus. Ave, s...
Razão de ser Razão de ser (Paulo Leminski) Escrevo. E pronto. Escrevo porque preciso. ...
Eu, eu mesmo… Eu, eu mesmo... (Álvaro de Campos) Eu, eu mesmo... Eu, cheio de todos os can...
Minha boemia Minha boemia (Arthur Rimbaud) Traduç...

Deixe uma resposta