Haicai

Print Friendly, PDF & Email

Haicai (Paulo Leminski)

a estrela cadente
me caiu ainda quente
na palma da mão

cortinas de seda
o vento entra
sem pedir licença.

Publicações relacionadas

Alegria Alegria (Arnaldo Antunes) eu vou te dar alegria eu vou parar de chorar eu...
Sete poemas portugueses (6) Sete poemas portugueses (6) (Ferreira Gullar) Calco sob os pés sórdidos o mit...
A uma prostituta respeitosa A uma prostituta respeitosa (Walt Whitman) Tranquilize-se, fique à vontade co...
Meu Sonho Meu Sonho (Alvares Azevedo) Eu Cavaleiro das armas escuras, Onde vais pelas...

Deixe uma resposta