Haicai

Print Friendly, PDF & Email

Haicai (Paulo Leminski)

a estrela cadente
me caiu ainda quente
na palma da mão

cortinas de seda
o vento entra
sem pedir licença.

Publicações relacionadas

Há Poetas que são Artistas Há Poetas que são Artistas (Alberto Caeiro) ...
A balada da água do mar A balada da água do mar (Federico Garcia Lorca) ...
Cultivo una rosa blanca Cultivo una rosa blanca (José Martí) De Versos Sencillos...
A morte absoluta A morte absoluta (Manuel Bandeira) Morrer. Morrer de corpo e de alma. Compl...

Deixe uma resposta