Haicai

Print Friendly, PDF & Email

Haicai (Paulo Leminski)

a estrela cadente
me caiu ainda quente
na palma da mão

cortinas de seda
o vento entra
sem pedir licença.

Publicações relacionadas

Moça linda bem tratada Moça linda bem tratada (Mário de Andrade) Moça linda bem tratada, Três sécul...
Oração Oração (Henry David Thoreau) Senhor! Não vos peço riqueza menor Do que a de ...
Poema da Gare de Astapovo Poema da Gare de Astapovo (Mário Quintana) O velho Leon Tolstoi fugiu de casa...
Com cuidado eu examino Com cuidado eu examino (Bertold Brecht) Com cuidado examino Meu plano: ele é...

Deixe uma resposta