Haicai

Print Friendly, PDF & Email

Haicai (Paulo Leminski)

a estrela cadente
me caiu ainda quente
na palma da mão

cortinas de seda
o vento entra
sem pedir licença.

Publicações relacionadas

Elogio do Revolucionário Elogio do Revolucionário (Bertold Brecht) Quando aumenta a repressão, muitos ...
Aberração Aberração (Augusto dos Anjos) Na velhice automática e na infância, (Hoje, on...
Acordo de Noite Acordo de Noite (Alberto Caeiro) De O...
Cinco horas Cinco horas (Mário de Sá Carneiro) Minha mesa no Café, Quero-lhe tanto... ...

Deixe uma resposta