Eu

Print Friendly, PDF & Email

Eu (Paulo Leminski)

eu
quando olho nos olhos
sei quando uma pessoa
está por dentro
ou está por fora

quem está por fora
não segura
um olhar que demora

de dentro de meu centro
este poema me olha.

Publicações relacionadas

Um cadáver de poeta Um cadáver de poeta (Álvares de Azevedo) Levem ao t...
O Domador O Domador (Mário de Andrade) Alturas da Avenida. Bonde 3. Asfaltos. Vastos, ...
Cantiga Cantiga (Manuel Bandeira) Nas ondas da praia Nas ondas do mar Quero ser fel...
País depois País depois (Mario Benedetti) Do livro "Perg...

Deixe uma resposta