Que assim te afague…

Print Friendly, PDF & Email

Que assim te afague… (Johann Wofgang von Goethe)

Que assim te afague, ó meu Amor, e te ouça
A voz divina — como é possível?!
Impossível parece sempre a rosa,
O rouxinol inconcebível.

Publicações relacionadas

Plenilúnio Plenilúnio (Augusto dos Anjos) Desmaia o plenilúnio. A gaze pálida Que lhe ...
Pouco me Importa Pouco me Importa (Alberto Caeiro) Pouco me importa. Pouco me importa o ...
O grande Momento O grande Momento (Cruz e Souza) Inicia-te, enfim, Alma imprevista, Entra no ...
El Principito – XIX El Principito - XIX (Antoine de Saint-Exupéry) El principito subió a una alta...

Deixe uma resposta