Que assim te afague…

Print Friendly, PDF & Email

Que assim te afague… (Johann Wofgang von Goethe)

Que assim te afague, ó meu Amor, e te ouça
A voz divina — como é possível?!
Impossível parece sempre a rosa,
O rouxinol inconcebível.

Publicações relacionadas

A un olmo seco A un olmo seco (Antonio Machado) Al olmo viejo, hendido por el rayo y en su ...
Beatrice Beatrice (Antero de Quental) Nem visao, nem real: amor! amor somente!... Poi...
Adolescente Adolescente (Vladmir Maiakowski) A juventude tem mil ocupações. Estudamos gr...
Senhora, eu trajo o luto do pa... Senhora, eu trajo o luto do passado... (Augusto dos Anjos) Soneto Senhora,...

Deixe uma resposta