Canção da Parada do Lucas

Print Friendly, PDF & Email

Canção da Parada do Lucas (Manuel Bandeira)

Parada do Lucas
— O trem não parou.

Ah, se o trem parasse
Minha alma incendida
Pediria à Noite
Dois seios intactos.

Parada do Lucas
— O trem não parou.

Ah, se o trem parasse
Eu iria aos mangues
Dormir na escureza
Das águas defuntas.

Parada do Lucas
— O trem não parou.

Nada aconteceu
Senão a lembrança
Do crime espantoso
Que o tempo engoliu.

Publicações relacionadas

Pré-história Pré-história (Murilo Mendes) Mamãe vestida de rendas Tocava piano no caos. ...
A donzela e o fantasma –... A donzela e o fantasma - II (Oscar Wilde) CAPÍTULO II Naquela noite a tempes...
Inviation au Voyage Inviation au Voyage (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Felipe D’Olivei...
O Condenado O Condenado (Augusto dos Anjos) Folga a justiça e ...

Deixe uma resposta