Canção da Parada do Lucas

Print Friendly, PDF & Email

Canção da Parada do Lucas (Manuel Bandeira)

Parada do Lucas
— O trem não parou.

Ah, se o trem parasse
Minha alma incendida
Pediria à Noite
Dois seios intactos.

Parada do Lucas
— O trem não parou.

Ah, se o trem parasse
Eu iria aos mangues
Dormir na escureza
Das águas defuntas.

Parada do Lucas
— O trem não parou.

Nada aconteceu
Senão a lembrança
Do crime espantoso
Que o tempo engoliu.

Publicações relacionadas

Apostila Apostila (Álvaro de Campos) Aproveitar o tempo! Mas o que é o tempo que eu o...
Preceito 03 Preceito 03 (Gregório de Matos) Pois no que toca a guardar dias Santos, e...
La poesia La poesia (Octavio Paz) Llegas, silenciosa, secreta, y despiertas los furor...
Leitura Leitura (Adélia Prado) Era um quintal ensombrado, murado alto de pedras. Às...

Deixe uma resposta