Irene no céu

Print Friendly, PDF & Email

Irene no céu (Manuel Bandeira)

Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor.

Imagino Irene entrando no céu:
— Licença, meu branco!
E São Pedro bonachão:
— Entra, Irene. Você não precisa pedir licença.

Publicações relacionadas

Não digas nada! Não digas nada! (Fernando Pessoa) Não digas nada! Nem mesmo a verdade Há ...
Asa do corvo Asa do corvo (Augusto dos Anjos) Asa de corvos carniceiros, asa De mau agour...
Os componentes da banda Os componentes da banda - trechos do livro (Adélia Prado) "Viver está ficando...
Para um estranho Para um estranho (Walt Whitman) Tradução de Oswaldino Marques Estranho q...

Deixe uma resposta