Irene no céu

Print Friendly, PDF & Email

Irene no céu (Manuel Bandeira)

Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor.

Imagino Irene entrando no céu:
— Licença, meu branco!
E São Pedro bonachão:
— Entra, Irene. Você não precisa pedir licença.

Publicações relacionadas

A árvore em fogo A árvore em fogo (Bertold Brecht) ...
Não Necessito De Pedra Tumular... Não Necessito De Pedra Tumular (Bertold Brecht) Não necessito de pedra tumula...
Cinco horas Cinco horas (Mário de Sá Carneiro) Minha mesa no Café, Quero-lhe tanto... ...
Plenilúnio Plenilúnio (Augusto dos Anjos) Desmaia o plenilúnio. A gaze pálida Que lhe ...

Deixe uma resposta