Andorinha

Print Friendly, PDF & Email

Andorinha (Manuel Bandeira)

Andorinha lá fora está dizendo:
— “Passei o dia à toa, à toa!”

Andorinha, andorinha, minha cantiga é mais triste!
Passei a vida à toa, à toa . .

Publicações relacionadas

Barrio sin luz Barrio sin luz (Pablo Neruda) ¿Se va la poesía de las cosas o no la puede c...
Tarde de Outono Tarde de Outono (Álvares de Azevedo) Un souvenir heureux est peut-être sur...
Apostila Apostila (Álvaro de Campos) Aproveitar o tempo! Mas o que é o tempo que eu o...
Silêncio!… Silêncio!... (Florbela Espanca) No fadário que é meu, neste penar, Noite alt...

Deixe uma resposta