Bendito seja o Mesmo Sol

Print Friendly, PDF & Email

Bendito seja o Mesmo Sol (Alberto Caeiro)

De O Guardador de Rebanhos

Bendito seja o mesmo sol de outras terras
Que faz meus irmãos todos os homens
Porque todos os homens, um momento no dia, o olham como eu,
E, nesse puro momento
Todo limpo e sensível
Regressam lacrimosamente
E com um suspiro que mal sentem
Ao homem verdadeiro e primitivo
Que via o Sol nascer e ainda o não adorava.
Porque isso é natural — mais natural
Que adorar o ouro e Deus
E a arte e a moral …

Publicações relacionadas

Sentimentos carnais Sentimentos carnais (Augusto dos Anjos) Sentimentos carnais, esses que a...
Cantigas Leva-as o Vento…... Cantigas Leva-as o Vento... (Florbela Espanca) A lembrança dos teus beijos I...
Retrato do artista quando cois... Retrato do artista quando coisa (Manoel de Barros) A maior riqueza do homem ...
Amor Amor (Álvares de Azevedo) Quand la mort est si belle, Il est doux de mourir....

Deixe uma resposta