Passa uma Borboleta

Print Friendly, PDF & Email

Passa uma Borboleta (Alberto Caeiro)

De O Guardador de Rebanhos

Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primeira vez no Universo eu reparo
Que as borboletas não têm cor nem movimento,
Assim como as flores não têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move,
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenas flor.

Publicações relacionadas

Tabacaria Tabacaria (Álvaro de Campos) Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso qu...
Quiero, a la sombra de un ala Quiero, a la sombra de un ala (José Martí) (La niña de Guatemala) ...
Vive dentro de mim Vive dentro de mim (Cora Coralina) Vive dentro de mim uma cabocla velha de ...
Se Quiserem que Eu Tenha um Mi... Se Quiserem que Eu Tenha um Misticismo (Alberto Caeiro) ...

Deixe uma resposta