Se o Homem Fosse

Print Friendly, PDF & Email

Se o Homem Fosse (Alberto Caeiro)

Se o homem fosse, como deveria ser,
Não um animal doente, mas o mais perfeito dos animais.
Animal directo e não indirecto,
Devia ser outra a sua forma de encontrar tini sentido às cousas,
Outra e verdadeira.
Devia haver adquirido um sentido do “conjunto”;
Um sentido como ver e ouvir do “total” elas cousas
E não, como temos, um pensamento do “conjunto”;
E não, como temos, uma idéia, do “total” das cousas.
E assim — veríamos — não teríamos noção do “conjunto” ou do “total”,
Porque o sentido do “total” ou do “conjunto” não vem de um total ou de um conjunto
Mas da verdadeira Natureza talvez nem todo nem partes.

Publicações relacionadas

Prodígio! Prodígio! (Cruz e Souza) Como o Rei Lear não sentes a tormenta Que te desaba...
Difícil fotografar o silêncio... Difícil fotografar o silêncio. (Manoel de Barros) Difícil fotografar o silênc...
Soneto de intimidade Soneto de intimidade (Vinicius de Moraes Nas tardes da fazenda há muito azul ...
Foederis arca Foederis arca (Cruz e Souza) Visão que a luz dos Astros louros trazes, ...

Deixe uma resposta