Expectativas

Print Friendly, PDF & Email

Expectativas (Mario Benedetti)

Do livro “Perguntas ao acaso”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Agora tenho data
as perguntas e dúvidas convocadas
são formas de nascer no nascido

tenho ficado em suspense
espero tudo e já não espero nada

sei que não sou o mesmo
e quando enfim se abra a muralha
a primeira lembrança antrará lentamente
com cuidado infinito e com uma bengala branca

Publicações relacionadas

Voz fugitiva Voz fugitiva (Cruz e Souza) Às vezes na tu'alma que adormece Tanto e tão fun...
Tecendo a Manhã Tecendo a Manhã (João Cabral de Melo Neto) A ...
A uma que lhe chamou pica-flor A uma que lhe chamou pica-flor (Gregório de Matos) Se Pica-flor me chamais P...
Canção Canção (Fernando Pessoa) Silfos ou gnomos tocam?... Roçam nos pinheirais ...

Deixe uma resposta