Expectativas

Print Friendly, PDF & Email

Expectativas (Mario Benedetti)

Do livro “Perguntas ao acaso”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Agora tenho data
as perguntas e dúvidas convocadas
são formas de nascer no nascido

tenho ficado em suspense
espero tudo e já não espero nada

sei que não sou o mesmo
e quando enfim se abra a muralha
a primeira lembrança antrará lentamente
com cuidado infinito e com uma bengala branca

Publicações relacionadas

Últimas lamentaciones de Abel ... Últimas lamentaciones de Abel Martín (Antonio Machado) Hoy, con la primavera,...
Espiritualismo Espiritualismo (Antero de Quental) ...
Uma folha às mãos dadas Uma folha às mãos dadas (Walt Whitman) Uma folha às mãos dadas! Vocês, pesso...
Murmúrio Murmúrio (Cecília Meireles) Traze-me um pouco das sombras serenas que as nu...

Deixe uma resposta