Ai, Jesus!

Print Friendly, PDF & Email

Ai, Jesus! (Álvares de Azevedo)

Ai, Jesus! Não vês que gemo,
Que desmaio de paixão
Pelos teus olhos azuis?
Que empalideço, que tremo,
Que me expira o coração?
Ai, Jesus!

Que por um olhar, donzela,
Eu poderia morrer
Dos teus olhos pela luz?
Que morte! Que morte bela!
Antes seria viver!
Ai, Jesus!

Que por um beijo perdido
Eu de gozo morreria
Em teus níveos seios nus?
Que no oceano dum gemido
Minh’alma se afogaria?
Ai, Jesus!

Publicações relacionadas

Ninguém me Habita Ninguém me Habita (Thiago de Mello Ninguém me habita. A não ser o milagre d...
A mosca azul A mosca azul (Machado de Assis) Era uma mosca azul, asas de ouro e grana...
Rebelado Rebelado (Augusto dos Anjos) Ri tua face um riso acerbo e doente, ...
Poetas Poetas (Florbela Espanca) Ai as almas dos poetas Não as entende ninguém; Sã...

Deixe uma resposta