Navio que Partes

Print Friendly, PDF & Email

Navio que Partes (Alberto Caeiro)

Navio que partes para longe,
Por que é que, ao contrário dos outros,
Não fico, depois de desapareceres, com saudades de ti?
Porque quando te não vejo, deixaste de existir.
E se se tem saudades do que não existe,
Sinto-a em relação a cousa nenhuma;
Não é do navio, é de nós, que sentimos saudade.

Publicações relacionadas

Um homem com uma dor Um homem com uma dor (Paulo Leminski) um homem com uma dor é muito ma...
De uma vez por todas De uma vez por todas (Thiago de Mello Por Carlos Heitor Cony Todas de uma vez....
No Muro Estava Escrito Com Giz No Muro Estava Escrito Com Giz: (Bertold Brecht) Eles querem a guerra. Quem ...
Epístola sobre o suicídio Epístola sobre o suicídio (Bertold Brecht) ...

Deixe uma resposta