Murmúrio

Print Friendly, PDF & Email

Murmúrio (Cecília Meireles)

Traze-me um pouco das sombras serenas
que as nuvens transportam por cima do dia!
Um pouco de sombra apenas,
– vê que nem te peço alegria.

Traze-me um pouco da alvura dos luares
que a noite sustenta no seu coração!
A alvura apenas dos ares:
– vê que nem te peço ilusão.

Traze-me um pouco da tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!
– Vê que nem te digo – esperança!
-Vê que nem sequer sonho – amor!

Publicações relacionadas

Navio que Partes Navio que Partes (Alberto Caeiro) Navio que partes para longe, Por que é ...
Para ler de manhã e à noite Para ler de manhã e à noite (Bertold Brecht) Aquele que amo Disse-me Que pr...
Adiamento Adiamento (Álvaro de Campos) Depois de amanhã, sim, só depois de amanhã... ...
A fonte de sangue A fonte de sangue (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Theophilo Dias ...

Deixe uma resposta