Impressionista

Print Friendly, PDF & Email

Impressionista (Adélia Prado)

Uma ocasião,
meu pai pintou a casa toda
de alaranjado brilhante.
Por muito tempo moramos numa casa,
como ele mesmo dizia,
constantemente amanhecendo.

Publicações relacionadas

A Neve A Neve (Alberto Caeiro) A neve pôs uma toalha calada sobre tudo. N...
Tristura Tristura (Mário de Andrade) “Une rose dans les ténèbres” - Mal...
Toda a cidade derrota Toda a cidade derrota (Gregório de Matos) Toda a cidade derrota esta fome ...
Da Mais Alta Janela da Minha C... Da Mais Alta Janela da Minha Casa (Alberto Caeiro) ...

Deixe uma resposta