Seu espelho é um sagaz

Print Friendly, PDF & Email

Seu espelho é um sagaz (Mario Benedetti)

Do livro “Perguntas ao acaso”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Seu espelho é um sagaz
lhe conhece poro a poro
lhe desenruga o cenho
bem lhe quer

lhe pule as faces
lhe despenteia os anos
ou lhe olha nos olhos
bem lhe quer

lhe depura os gestos
lhe põe o sorriso
lhe transmite confiança
bem lhe quer

até que sem aviso
sem pensá-lo duas vezes
se solta do prego
lhe destroça.

Publicações relacionadas

Correspondências Correspondências (Charles Pierre Baudelaire) A natureza é um templo em que vi...
El Cómplice El Cómplice (Jorge Luis Borges) Me crucifican y yo debo ser la cruz y los cla...
um bom poema um bom poema (Paulo Leminski) leva anos cinco jogando bola, mais cinco estu...
Precursores Precursores (Walt Whitman) Como são eles colocados sobre a terra (surgindo a...

Deixe uma resposta