Reflexão no.1

Print Friendly, PDF & Email

Reflexão no.1 (Murilo Mendes)

Ninguém sonha duas vezes o mesmo sonho
Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio
Nem ama duas vezes a mesma mulher.
Deus de onde tudo deriva
E a circulação e o movimento infinito.

Ainda não estamos habituados com o mundo
Nascer é muito comprido.

Publicações relacionadas

Erra uma vez Erra uma vez (Paulo Leminski) nunca cometo o mesmo erro duas vezes ...
Vice versa Vice versa (Mario Benedetti) Tenho medo de ver-te necessidade de ver-te esp...
Tristura Tristura (Mário de Andrade) “Une rose dans les ténèbres” - Mal...
Amor de tarde Amor de tarde (Mario Benedetti) Do livro "Po...

Deixe uma resposta