O Utopista

Print Friendly, PDF & Email

O Utopista (Murilo Mendes)

Ele acredita que o chão é duro
Que todos os homens estão presos
Que há limites para a poesia
Que não há sorrisos nas crianças
Nem amor nas mulheres
Que só de pão vive o homem
Que não há um outro mundo.

Publicações relacionadas

O poeta e a poesia O poeta e a poesia (Cora Coralina) Não é o poeta que cria a poesia. E sim, a...
O Condenado O Condenado (Augusto dos Anjos) Folga a justiça e ...
Árvores do Alentejo Árvores do Alentejo (Florbela Espanca) Horas mortas... curvadas aos pés do Mo...
O Mar O Mar (Augusto dos Anjos) O mar é triste como um cemitério, Cada rocha é uma...

Deixe uma resposta