O Utopista

Print Friendly, PDF & Email

O Utopista (Murilo Mendes)

Ele acredita que o chão é duro
Que todos os homens estão presos
Que há limites para a poesia
Que não há sorrisos nas crianças
Nem amor nas mulheres
Que só de pão vive o homem
Que não há um outro mundo.

Publicações relacionadas

Solilóquio de um Visionário Solilóquio de um Visionário (Augusto dos Anjos) Para desvirginar o labirinto ...
O Domador O Domador (Mário de Andrade) Alturas da Avenida. Bonde 3. Asfaltos. Vastos, ...
Coração frio Coração frio (Augusto dos Anjos) Frio o sagrado coração da lua, Teu coração ...
Neologismo Neologismo (Manuel Bandeira) Beijo pouco, falo menos ainda. Mas invento pala...

Deixe uma resposta