Bate a luz no cimo…

Print Friendly, PDF & Email

Bate a luz no cimo… (Fernando Pessoa)

Bate a luz no cimo
Da montanha, vê…
Sem querer eu cismo
Mas não sei em quê….
Não sei que perdi
Ou que nãoachei…
Vida que vivi,
Que mal eu a amei !…

Hoje quero tanto
Que o não posso ter,
De manhã há o pranto
E ao anoitecer…

Tomara eu ter jeito
Para ser feliz…
Como o mundo é estreito,
E o pouco que eu quis !

Vai morrendo a luz
No alto da montanha…
Como um rio a flux
A minha alma banha,

Mas não me acarinha,
Não me acalma nada…
Pobre criancinha
Perdida na estrada !…

Publicações relacionadas

A alma do homem sob o socialis... A alma do homem sob o socialismo (Oscar Wilde) " A educação é uma coisa admir...
Azul sobre amarelo, maravilha ... Azul sobre amarelo, maravilha e roxo (Adélia Prado) Desejo, como quem sente f...
Velho sobrado Velho sobrado (Cora Coralina) Um montão disforme. Taipas e pedras, abraçada...
Minha boemia Minha boemia (Arthur Rimbaud) Traduç...

Deixe uma resposta