Canción del jinete

Print Friendly, PDF & Email

Canción del jinete (Federico Garcia Lorca)

Córdoba.
Lejana y sola.

Jaca negra, luna grande,
y aceitunas en mi alforja.
Aunque sepa los caminos
yo nunca llegaré a Córdoba.

Por el llano, por el viento,
jaca negra, luna roja.
La muerte me está mirando
desde las torres de Córdoba.

¡Ay qué camino tan largo!
¡Ay mi jaca valerosa!
¡Ay que la muerte me espera,
antes de llegar a Córdoba!

Córdoba.
Lejana y sola

Publicações relacionadas

Estâncias para Música Estâncias para Música (George Gordon Byron) Alegria não há que o mundo dê, co...
Escreve-Me … Escreve-Me ... (Florbela Espanca) Escreve-me! Ainda que seja só Uma palavra,...
A volta da mulher morena A volta da mulher morena (Vinicius de Moraes Meus amigos, meus irmãos, cegai ...
Cultura Cultura (Arnaldo Antunes) O girino é o peixinho do sapo. O silêncio é o come...

Deixe uma resposta