Os versos que te fiz

Print Friendly, PDF & Email

Os versos que te fiz (Florbela Espanca)

Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem pra te dizer !
São talhados em mármore de Paros
Cinzelados por mim pra te oferecer.

Têm dolência de veludos caros,
São como sedas pálidas a arder …
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer !

Mas, meu Amor, eu não tos digo ainda …
Que a boca da mulher é sempre linda
Se dentro guarda um verso que não diz !

Amo-te tanto ! E nunca te beijei …
E nesse beijo, Amor, que eu te não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!

Publicações relacionadas

Balada Balada (Florbela Espanca) Amei-te muito, e eu creio que me quiseste Também p...
Nada É Impossível De Mudar Nada É Impossível De Mudar (Bertold Brecht) Desconfiai do mais trivial , na...
Viagem de um vencido Viagem de um vencido (Augusto dos Anjos) Noite. Cruzes na estrada. Aves com f...
Hino a deus Hino a deus (Bertold Brecht) Tradu...

Deixe uma resposta