Assim como falham as palavras

Print Friendly, PDF & Email

Assim como falham as palavras (Alberto Caeiro)

Assim como falham as palavras quando querem exprimir qualquer pensamento,
Assim falham os pensamentos quando querem exprimir qualquer realidade,
Mas, como a realidade pensada não é a dita mas a pensada.
Assim a mesma dita realidade existe, não o ser pensada.
Assim tudo o que existe, simplesmente existe.
O resto é uma espécie de sono que temos, infância da doença.
Uma velhice que nos acompanha desde a infância da doença.

Publicações relacionadas

Lembrança de Morrer Lembrança de Morrer (Álvares de Azevedo) "No more! o never more!" ...
Grandeza Oculta Grandeza Oculta (Cruz e Souza) Estes vão para as guerras inclementes, Os abs...
O Cúmplice O Cúmplice (Jorge Luis Borges) Tradução Me crucificaram e eu devo ser a cr...
Um cadáver de poeta Um cadáver de poeta (Álvares de Azevedo) Levem ao t...

Deixe uma resposta