Preceito 10

Print Friendly, PDF & Email

Preceito 10 (Gregório de Matos)

Graças a Deus que cheguei

a coroar meus delitos

com o décimo preceito,

no qual tenho delinqüido.

Desejo, que todos amem,

seja pobre, ou seja rico,

e se contentem com a sorte,

que têm, e estão possuindo.

Quero finalmente, que

todos, quantos têm ouvido,

pelas obras, que fizerem,

vão para o Céu direitinhos.

Publicações relacionadas

Cabra Marcado para Morrer Cabra Marcado para Morrer (Ferreira Gullar) Essa guerra do Nordeste não mata...
Quando Vier a Primavera Quando Vier a Primavera (Alberto Caeiro) Quando vier a Primavera, Se eu já ...
Los hombres Los hombres (Pablo Neruda) Como la copa de la arcilla era la raza mineral, ...
Eu Sempre Pensei Eu Sempre Pensei (Bertold Brecht) E eu sempre pensei: as mais simples palavra...

Deixe uma resposta