Não me fechem as portas

Print Friendly, PDF & Email

Não me fechem as portas (Walt Whitman)

Não me fechem as portas, orgulhosas
bibliotecas,
pois justamente o que estava faltando
em suas prateleiras apinhadas,
é o que venho trazer
– mal acabando de sair da guerra,
um livro que escrevi:
pelas palavras do meu livro, nada;
pelas intenções, tudo!
Um livro à margem,
sem nada a ver com os restantes,
e que não pode ser sentido só
com o intelecto
Vocês, porém, com seus silêncios latentes,
a cada página hão de estremecer
maravilhadas.

Publicações relacionadas

As mãos de meu pai As mãos de meu pai (Mário Quintana) As tuas mãos têm grossas veias como corda...
Canção da mais alta torre Canção da mais alta torre (Arthur Rimbaud) Tradução de...
O frasco O frasco (Charles Pierre Baudelaire) ...
Currículo Currículo (Mario Benedetti) Tradução A história é muito simples você nasc...

Deixe uma resposta