Não me fechem as portas

Print Friendly, PDF & Email

Não me fechem as portas (Walt Whitman)

Não me fechem as portas, orgulhosas
bibliotecas,
pois justamente o que estava faltando
em suas prateleiras apinhadas,
é o que venho trazer
– mal acabando de sair da guerra,
um livro que escrevi:
pelas palavras do meu livro, nada;
pelas intenções, tudo!
Um livro à margem,
sem nada a ver com os restantes,
e que não pode ser sentido só
com o intelecto
Vocês, porém, com seus silêncios latentes,
a cada página hão de estremecer
maravilhadas.

Publicações relacionadas

Adolescente Adolescente (Vladmir Maiakowski) A juventude tem mil ocupações. Estudamos gr...
Sensorial Sensorial (Adélia Prado) Obturação, é da amarela que eu ponho. Pimenta e ...
Momentos ao natural Momentos ao natural (Walt Whitman) Momentos ao natural, quando vocês vêm a m...
Morrer no Rio de Janeiro Morrer no Rio de Janeiro (Ferreira Gullar) Se for março quando o verão ...

Deixe uma resposta