Precursores

Print Friendly, PDF & Email

Precursores (Walt Whitman)

Como são eles colocados sobre a terra
(surgindo a intervalos),
como são caros e terríveis para o mundo,
como eles se habituam a si mesmos
assim como aos demais
– que paradoxo chega a parecer
o tempo deles –
como as pessoas respondem a eles
ainda que os não conheçam,
como algo de intransigente persiste
na sorte deles em todos os tempos,
como todos os tempos
escolhem mal as coisas
com que os adular e os recompensar,
e como o mesmo preço inexorável
há de ser pago ainda
pela mesma grandeza
encomendada.

Publicações relacionadas

Yo voy soñando caminos Yo voy soñando caminos (Antonio Machado) Yo voy soñando caminos de la tarde...
O gosto do nada O gosto do nada (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Guilherme de Almeida...
Resumo Resumo (Adélia Prado) Gerou os filhos, os netos, deu à casa o ar de sua graç...
Vou-me embora pra Pasárgada Vou-me embora pra Pasárgada (Manuel Bandeira) Vou-me embora pra Pasárgada L...

Deixe uma resposta