Brisa

Print Friendly, PDF & Email

Brisa (Manuel Bandeira)

Vamos viver no Nordeste, Anarina.
Deixarei aqui meus amigos, meus livros, minhas riquezas, minha vergonha.
Deixarás aqui tua filha, tua avó, teu marido, teu amante.
Aqui faz muito calor.
No Nordeste faz calor também.
Mas lá tem brisa:
Vamos viver de brisa, Anarina.

Publicações relacionadas

Em meio à multidão Em meio à multidão (Walt Whitman) Em meio à multidão de homens e mulheres do...
Tristura Tristura (Mário de Andrade) “Une rose dans les ténèbres” - Mal...
O Universo O Universo (Alberto Caeiro) O universo não é uma idéia minha. A minha i...
A Guerra A Guerra (Alberto Caeiro) A guerra que aflige com os seus esquadrões o M...

Deixe uma resposta