Brisa

Print Friendly, PDF & Email

Brisa (Manuel Bandeira)

Vamos viver no Nordeste, Anarina.
Deixarei aqui meus amigos, meus livros, minhas riquezas, minha vergonha.
Deixarás aqui tua filha, tua avó, teu marido, teu amante.
Aqui faz muito calor.
No Nordeste faz calor também.
Mas lá tem brisa:
Vamos viver de brisa, Anarina.

Publicações relacionadas

Essas coisas Essas coisas (Carlos Drummond de Andrade) “Você não está na idade de sofrer ...
A Inês A Inês (George Gordon Byron) Não me sorrias à sombria fronte, Ai! sorrir eu ...
Neologismo Neologismo (Manuel Bandeira) Beijo pouco, falo menos ainda. Mas invento pala...
Baladas de uma outra terra Baladas de uma outra terra (Fernando Pessoa) Baladas de uma outra terra, alia...

Deixe uma resposta