Tema e voltas

Print Friendly, PDF & Email

Tema e voltas (Manuel Bandeira)

Mas para quê
Tanto sofrimento,
Se nos céus há o lento
Deslizar da noite?

Mas para quê
Tanto sofrimento,
Se lá fora o vento
É um canto da noite?

Mas para quê
Tanto sofrimento,
Se agora, ao relento.
Cheira a flor da noite?

Mas para quê
Tanto sofrimento,
Se o meu pensamento
É livre na noite?

Publicações relacionadas

Ovos da páscoa Ovos da páscoa (Adélia Prado) O ovo não cabe em si, túrgido de promessa, a n...
Aço e flor Aço e flor (Paulo Leminski) Quem nunca viu que a flor, a faca e a...
Os Pastores de Virgílio Os Pastores de Virgílio (Alberto Caeiro) ...
Últimas lamentaciones de Abel ... Últimas lamentaciones de Abel Martín (Antonio Machado) Hoy, con la primavera,...

Deixe uma resposta