A Atriz Eugênio Câmara

Print Friendly, PDF & Email

A Atriz Eugênio Câmara (Castro Alves)

No dia seguinte ao de uma vaia
sofrida no Teatro Santa Isabel, no
Recife.

HOJE ESTAMOS unidos a adorar-te
Tu és a nossa glória, a nossa fé,
Gravitar para ti é levantar-se,
Cair-te às plantas é ficar de pé!…

Ontem a infâmia te cobria de lama
Mas pra insultar-te se cobriu de pó! …
Miseráveis que ferem a fraqueza
De uma pobre mulher inerme, só!

Tu és tão grande como é grande o gênio
És tão brilhante como a própria luz,
Dentre os infames do calvário d’arte,
Tu foste o Cristo, foi o palco a cruz! …

Mas estamos unidos a adorar-te!
Tu és a nossa glória, a nossa fé!
Gravitar para ti é levantar-se,
Cair-te às plantas é ficar de pé

Publicações relacionadas

Preceito 01 Preceito 01 (Gregório de Matos) Que de quilombos que tenho com mestres su...
El Ausente El Ausente (Octavio Paz) Dios insaciable que mi insomnio alimenta; Dios...
A morte absoluta A morte absoluta (Manuel Bandeira) Morrer. Morrer de corpo e de alma. Compl...
Elevação Elevação (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Eduardo Guimarães So...

Deixe uma resposta