Passei ontem a noite junto dela

Print Friendly, PDF & Email

Passei ontem a noite junto dela (Álvares de Azevedo)

Passei ontem a noite junto dela.
Do camarote a divisão se erguia
Apenas entre nós — e eu vivia
No doce alento dessa virgem bela…

Tanto amor, tanto fogo se revela
Naqueles olhos negros! Só a via!
Música mais do céu, mais harmonia
Aspirando nessa alma de donzela!

Como era doce aquele seio arfando!
Nos lábios que sorriso feiticeiro!
Daquelas horas lembro-me chorando!

Mas o que é triste e dói ao mundo inteiro
É sentir todo o seio palpitando…
Cheio de amores! E dormir solteiro!

Publicações relacionadas

Noturno Noturno (Antero de Quental) Espírito que passas, quando o vento Adormece no ...
A vida anterior A vida anterior (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Guilherme de Almeida...
Parábola Parábola (Antonio Machado) Erase de un marinero que hizo un jardín junto al ...
Mater Originalis Mater Originalis (Augusto dos Anjos) Forma vermicular desconhecida Que estac...

Deixe uma resposta