Tristes sucessos, casos lastimosos

Print Friendly, PDF & Email

Tristes sucessos, casos lastimosos (Gregório de Matos)

Tristes sucessos, casos lastimosos,
Desgraças nunca vistas, nem faladas,
São, ó Bahia! vésperas choradas
De outros que estão por vir mais estranhosos:

Sentimo-nos confusos, e teimosos,
Pois não damos remédio às já passadas,

Nem prevemos tampouco as esperadas,
Como que estamos delas desejosos.

Levou-vos o dinheiro a má fortuna,
Ficamos sem tostão, real nem branca,
Macutas, correão, novelos, molhos:

Ninguém vê, ninguém fala, nem impugna,
E é que, quem o dinheiro nos arranca,
Nos arranca as mãos, a língua, os olhos.

Publicações relacionadas

Gemidos de Arte Gemidos de Arte (Augusto dos Anjos) I Esta desilusão que me acabrunha ...
Amor e Crença Amor e Crença (Augusto dos Anjos) E sê bendita! H. Sienkiewicz Sabes que ...
A blusa amarela A blusa amarela (Vladmir Maiakowski) Do veludo de minha voz Umas calças pret...
Ambiciosa Ambiciosa (Florbela Espanca) Para aqueles fantasmas que passaram, Vagabundo...

Deixe uma resposta