Explicação de poesia sem ninguém pedir

Print Friendly, PDF & Email

Explicação de poesia sem ninguém pedir (Adélia Prado)

Um trem-de-ferro é uma coisa mecânica,

mas atravessa a noite, a madrugada, o dia,

atravessou minha vida,

virou só sentimento.

Publicações relacionadas

um bom poema um bom poema (Paulo Leminski) leva anos cinco jogando bola, mais cinco estu...
Grande Sertão, Veredas (trecho... Grande Sertão, Veredas (João Guimarães Rosa) "... a gente quer passar um ri...
Gozo os Campos Gozo os Campos (Alberto Caeiro) Gozo os campos sem reparar para eles. ...
Alucinação Alucinação (Cruz e Souza) Ó solidão do Mar, ó amargor das vagas, Ondas em co...

Deixe uma resposta