Neologismo

Print Friendly, PDF & Email

Neologismo (Manuel Bandeira)

Beijo pouco, falo menos ainda.
Mas invento palavras
Que traduzem a ternura mais funda
E mais cotidiana.
Inventei, por exemplo, o verbo teadorar.
Intransitivo:
Teadoro, Teodora.

Publicações relacionadas

Penachos vívidos Penachos vívidos (José Martí) Como taza en que hierve Ora en carreras locas, ...
Razão de ser Razão de ser (Paulo Leminski) Escrevo. E pronto. Escrevo porque preciso. ...
Já que me põem a tormento Já que me põem a tormento (Gregório de Matos) Já que me põem a tormento mur...
Lílitchka Lílitchka (Vladmir Maiakowski) (em...

Deixe uma resposta