A dança da psique

Print Friendly, PDF & Email

A dança da psique (Augusto dos Anjos)

A dança dos encéfalos acesos
Começa. A carne é fogo. A alma arde. A
[espaços
As cabeças, as mãos, os pés e os braços
Tombam, cedendo à ação de ignotos pesos!

É então que a vaga dos instintos presos
– Mãe de esterilidades e cansaços –
Atira os pensamentos mais devassos
Contra os ossos cranianos indefesos.

Subitamente a cerebral coréia
Pára. O cosmos sintético da Idéia
Surge. Emoções extraordinárias sinto…

Arranco do meu crânio as nebulosas.
E acho um feixe de forças prodigiosas
Sustentando dois monstros: a alma e o instinto!

Publicações relacionadas

Aqui onde se espera Aqui onde se espera (Fernando Pessoa) Aqui onde se espera - Sossego, só sos...
Sou meu hóspede Sou meu hóspede (Mario Benedetti) Do livro "...
Jamais Te Amei Tanto Jamais Te Amei Tanto (Bertold Brecht) Jamais te amei tanto, ma soeur Como ao...
O Luar O Luar (Alberto Caeiro) De O Guarda...

Deixe uma resposta