Verdade, Mentira

Print Friendly, PDF & Email

Verdade, Mentira (Alberto Caeiro)

Verdade, mentira, certeza, incerteza…
Aquele cego ali na estrada também conhece estas palavras.
Estou sentado num degrau alto e tenho as mãos apertadas
Sobre o mais alto dos joelhos cruzados.
Bem: verdade, mentira, certeza, incerteza o que são?
O cego pára na estrada,
Desliguei as mãos de cima do joelho
Verdade mentira, certeza, incerteza são as mesmas?
Qualquer cousa mudou numa parte da realidade
os meus joelhos e as minhas mãos.
Qual é a ciência que tem conhecimento para isto?
O cego continua o seu caminho e eu não faço mais gestos.
Já não é a mesma hora, nem a mesma gente, nem nada igual.
Ser real é isto.

Publicações relacionadas

O açúcar O açúcar (Ferreira Gullar) O branco açúcar que adoçará meu café nesta manhã ...
Tristes sucessos, casos lastim... Tristes sucessos, casos lastimosos (Gregório de Matos) Tristes sucessos, cas...
Poema com absorvências Poema com absorvências (Adélia Prado) Poema com absorvências no totalmeute p...
Eu Eu (Paulo Leminski) eu quando olho nos olhos sei quando uma pessoa e...

Deixe uma resposta