Coito

Print Friendly, PDF & Email

Coito (Ferreira Gullar)

Todos os movimentos
do amor
são noturnos
mesmo quando praticados
à luz do dia

Vem de ti o sinal
no cheiro ou no tato
que faz acordar o bicho
em seu fôsso:
na treva, lento,
se desenrola
e deslisa
em direção a teu sorriso

Hipnotiza-te
com seu guizo
envolve-te
em seus anéis
corredios
beija-te
a boca em flor
e por baixo
com seu esporão
te fende te fode
e se fundem
no gôzo
depois
desenfia-se de ti
a teu lado
na cama
recupero minha forma usual.

Publicações relacionadas

Regenerada Regenerada (Augusto dos Anjos) De mãos postas, à luz de frouxos círios ...
Táctica y estrategia Táctica y estrategia (Mario Benedetti) Mi táctica es mirarte aprender com...
Reflexão no.1 Reflexão no.1 (Murilo Mendes) Ninguém sonha duas vezes o mesmo sonho Ninguém...
Os Peitos Os Peitos (Arnaldo Antunes) Mulheres têm dois peitos. Os homens têm ...

Deixe uma resposta