Depois da Orgia

Print Friendly, PDF & Email

Depois da Orgia (Augusto dos Anjos)

O prazer que na orgia a hetaíra goza
Produz no meu sensorium de bacante
O efeito de uma túnica brilhante
Cobrindo ampla apostema escrofulosa!

Troveja! E anelo ter, sôfrega e ansiosa,
O sistema nervoso de um gigante
Para sofrer na minha carne estuante
A dor da força cósmica furiosa.

Apraz-me, enfim, despindo a última alfaia
Que ao comércio dos homens me traz presa,
Livre deste cadeado de peçonha,

Semelhante a um cachorro de atalaia
Às decomposições da Natureza,
Ficar latindo minha dor medonha!

Publicações relacionadas

Rostro de vos Rostro de vos (Mario Benedetti) Tengo una soledad tan concurrida tan llen...
Os sapos Os sapos (Manuel Bandeira) Enfunando os papos, Saem da penumbra, Aos pulos...
Angústia Angústia (Graciliano Ramos) "Lá estão novamente gritando os meus desejos. C...
Arte poética Arte poética (Mario Benedetti) Do livro "Per...

Deixe uma resposta