Preceito 09

Print Friendly, PDF & Email

Preceito 09 (Gregório de Matos)

Do nono não digo nada,

porque para mim é vidro,

e quem o quiser tocar,

vá com o olho sobreaviso.

Eu bem sei, que também trazem

o meu crédito perdido,

mas valha sem sê-lo ex causa,

ou Ihos ponham seus maridos.

Confesso, que tenho culpas,

porém humilde confio,

mais que em riquezas do mundo,

da virtude num raminho.

Publicações relacionadas

A maior Tortura A maior Tortura (Florbela Espanca) A um grande poeta de Portugal Na vid...
Sonetos ao Pai Sonetos ao Pai (Augusto dos Anjos) I ...
O Buraco do Espelho O Buraco do Espelho (Arnaldo Antunes) o buraco do espelho está fechado agora...
Livros e flores Livros e flores/strong>(Machado de Assis) Teus olhos são meus livros. Que ...

Deixe uma resposta